NOSSO TRABALHO

 

As crianças e adolescentes chegam a Santa Fé por decisão judicial ou por encaminhamento de Conselhos Tutelares e da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social - SMADS, permanecendo até que:

 

  • sejam adotadas;
  • retornem às suas famílias de origem;
  • completem 18 anos ou sejam emancipadas.

 

Nesse caminho, que muitas vezes pode durar até a maioridade da criança, a Santa Fé realiza um trabalho de acolhimento, acompanhamento e tratamento dos seus aspectos físicos e psicológicos. Não basta restituir seus direitos fundamentais como alimentação, saúde, educação, lazer, profissionalização, mas o direito de ser ela mesma, sujeito de sua própria vida.


Acreditamos que a assistência também está no ambiente, no conjunto de pequenos cuidados que são dispensados no dia-a-dia, oferecendo-lhe uma nova oportunidade para resignificar suas vivências dramáticas.


Este é o diferencial da Santa Fé: possibilitar, às crianças e adolescentes, o desenvolvimento de todos os seus potenciais.


No Minha Casa, uma equipe preparada para lidar com as mais diversas situações traumáticas oferece todo o apoio necessário para o entendimento da situação presente, integração social e acompanhamento individual.


No caso específico das meninas-mães da Casa Vovó Ilza, é fundamental a atenção especializada para que possam ser cuidadas durante a gestação e desenvolver a função materna. Suas experiências, diante dos conflitos familiares vivenciados, não lhes forneceram repertório afetivo. É preciso “materná-las” para que possam cuidar de seus filhos e interromper o doloroso ciclo de violência presente em todas as gerações de suas famílias.


Paralelamente ao trabalho com as crianças e adolescentes, a Santa Fé prepara também as famílias, ajudando a estabilizá-las financeiramente e emocionalmente para receberem de volta seus filhos. Este é o programa Mudando a História que viabiliza desde pequenas reformas nas moradias até o tratamento de alcoolismo e drogadição.


A metodologia sistêmica inclui ainda o programa Fortalecendo Famílias com o objetivo de promover o resgate dos vínculos afetivos, sociais e culturais entre as famílias e as crianças, adolescentes e jovens atendidos pela Santa Fé.


Sabendo dos desafios enfrentados durante o processo de emancipação, a Santa Fé desenvolveu um programa para as jovens que não foram reintegradas às suas famílias, o Moradia Para Jovens Emancipados, a fim de auxiliá-las no início desta nova fase de suas vidas.


Para a Santa Fé, os vínculos formados com as crianças, adolescentes e suas famílias, mesmo após o retorno às suas casas, devem ser reafirmados. O programa Educação Continuada é essencial para acompanhar, sistematicamente, por no mínimo dois anos, o desenvolvimento de todos aqueles que já passaram pelas casas. Prevenir problemas e apoiá-los em suas dificuldades é o principal objetivo.


Metodologia

 

  • A criança e o adolescente são o centro de toda a ação e o reconhecimento de sua história, suas necessidades e desejos é o ponto de partida de qualquer intervenção.

 

  • Equipe multidisciplinar a serviço da criança e do adolescente, oferecendo-lhes um ambiente seguro e saudável, promovendo o direito à vida e à individualidade.

 

  • As rotinas de convívio social são cuidadosamente implantadas a partir de ampla discussão com as crianças e adolescentes, buscando uma forma de comunicação aberta e direta, pontuando responsabilidades e limites.

 

  • O espaço de convivência deve ser mantido e percebido como um lar.

 

  • Reconhecimento e respeito incondicionais aos seus direitos, postulados pelo ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), destacando o da convivência familiar.

Santa Fé - Todos os Direitos Reservados © |